jusbrasil.com.br
3 de Dezembro de 2016
    Adicione tópicos

    TRT-14 - AGRAVO DE PETICAO : AP 31420081511400 RO 00314.2008.151.14.00

    Inteiro Teor

    Arquivos originais
    Convertemos esse documento para facilitar sua busca. Caso precise, baixe o arquivo original:

    PROCESSO:

    CLASSE: AGRAVO DE PETIÇÃO

    ÓRGÃO JULGADOR: 2ª TURMA

    ORIGEM: VARA DO TRABALHO DE BURITIS - RO

    AGRAVANTE: DORIVAL SOUZA GASPAR

    ADVOGADAS: CORINA FERNANDES PEREIRA E OUTRA

    AGRAVADA: UNIÃO

    PROCURADORES: MARILEI FORTUNA GODOI E OUTROS

    RELATOR: DESEMBARGADOR CARLOS AUGUSTO GOMES LÔBO

    REVISORA: DESEMBARGADORA SOCORRO MIRANDA

    EMBARGOS DE TERCEIRO. EXTINÇÃO DA EXECUÇÃO COM O PAGAMENTO DO CREDOR. EXTEMPORANEIDADE. Efetuado o pagamento do credor, são extemporâneos os embargos de terceiro com o objetivo de discutir a constrição efetuada nos autos.

    1 RELATÓRIO Lei

    da

    O agravante insurge-se contra aa decisão de fls. 71/73,

    m

    r

    que extinguiu o processo sem julgamento de mérito (art. 267, VI,

    f

    CPC), porque a constrição judicial que se buscava desconstituir

    na 6

    não mais existia à época do aforamento dos presentes embargos de

    e

    t

    200

    terceiro, sendo impossível, portanto, o objeto pleiteado.

    en

    419/

    alm

    Contraminuta, às fls. 109/113, pugnando pelo não

    1.

    1

    provimento de recurso interposto.

    Digit

    O Ministério Público do Trabalho (fls. 2372/2375), manifesta-se pelo prosseguimento do feito, informando que não

    Assinado

    divisa no momento interesse público a justificar sua intervenção.

    2 FUNDAMENTOS

    2.1 Admissibilidade.

    Conheço do agravo de petição e da contraminuta, eis que preenchidos os requisitos legais de admissibilidade.

    Página 1

    2.2 Mérito.

    O Agravante afirma que teve sua conta bancária bloqueada judicialmente, todavia, não foi regularmente citado para opor embargos nos autos do processo n.

    Alega que não tem qualquer participação societária na empresa Serraria e Madeireira Harmonia Ltda., que está sendo executada pela União.

    Apreciando a questão, o julgador primário houve por bem extinguir o processo, sem resolução de mérito, por carência de ação.

    Entende o Magistrado, que a sociedade empresária quedou inerte ante o chamamento para opor embargos à execução (fls. 37), sobrevindo, então em 17/10/2008, a determinação para recolhimento ao erário dos valores constritados (fls. 39), que se consubstanciou

    pelos mandados de fls. 40, em 22/10/2008.

    Lei

    Portanto, quando do manejo dos presentes embargos de terceiro,

    da

    em 14/11/2008, os valores que se buscava liberar, já não mais

    a

    m

    estavam à disposição do Juízo. Por rconsectário, adveio a perda de

    f

    objeto da ação, ante impossibilidade material do pleito.

    na 6

    e

    t

    Mediante o presente apelo, traça o agravante toda sua

    200

    en

    insatisfação diante do quadro desfavorável que lhe cerca, mas suas

    419/

    alm

    considerações são insuficientes para infirmar o “decisum” primário.

    1.

    1

    Digit

    Inicialmente, afirma que a serventuária da Vara do Trabalho teria lhe negado acesso aos autos principais, ao argumento de que não fazia parte no processo. Diante desse fato, foi obrigado a aviar

    Assinado

    os embargos às escuras.

    Contudo, não vejo nas alegações erigidas pelo agravante, consistência factual que me convença que, de fato, houve essa negativa. Sequer há documentos que corroborem com sua assertiva.

    Adiante, alega a ocorrência de nulidades processuais nos autos principais, como desrespeito aos prazos processuais, cerceamento de defesa. Enfim, deseja, por este apelo, a anulação/reforma da sentença proferida nos autos principais, para que seja analisado o mérito dos embargos de execução, nestes autos, com a reabertura de

    Página 2

    TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO

    Processo

    3

    prazo, oportunidade de produzir provas e o ressarcimento do crédito levantado da sua conta.

    Razão não lhe assiste.

    Efetuado o pagamento do credor, não subsiste possibilidade jurídica de terceiro discutir a constrição efetuada, via embargos de terceiro. Isso porque não mais está a disposição do Juízo os valores, eis que liberado à exequente.

    Assim, a solução da distorção judicial, que alega ter ocorrido nos autos principais, desafia outros remédios jurídicos, mas não esse, razão pela qual não merece ajuste o julgado primário.

    2.3 conclusão.

    Dessa forma, conheço do agravo de petição; no mérito, nego-lhe provimento.

    Lei 3 DECISÃO

    da

    a

    ACORDAM os Magistrados integrantes da 2ª Turma do Tribunal

    m

    r

    Regional do Trabalho da 14ª Região, à unanimidade, conhecer do

    f

    agravo de petição; no mérito, negar-lhe provimento, nos termos do

    na 6

    voto do Relator. Sessão de julgamento e realizada no dia 02 de julho

    t 200

    de 2009. en

    419/

    alm

    1.

    1

    Digit

    Assinado

    CARLOS AUGUSTO GOMES LÔBO

    DESEMBARGADOR-RELATOR

    Página 3

    Veja essa decisão na íntegra
    É gratuito. Basta se cadastrar.
    Disponível em: http://trt-14.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/4507088/agravo-de-peticao-ap-31420081511400-ro-0031420081511400/inteiro-teor-14936679